Nagios Core: Conhecendo Alguns Plugins – Parte 04

Aqui ainda não iremos configurar o Nagios para monitorar dispositivo. Iremos ver a localização da pasta dos plugins e usá-los de modo avulso, apenas para testes.

Nagios usa programas externos conhecidos como plugins para fazer monitoramento de um dispositivo(servidor, impressora, switch..) ou de um serviço(link de internet, memória ram, processador, programa,  processo…).

No artigo anterior falamos sobre serviço público e privado que podemos monitorar. Aqui iremos monitorar serviços públicos apenas, visto estarmos no início de nossa jornada.

Antes de continuarmos precisamos localizar a pasta onde o Nagios está instalado.

Localizando a Pasta de Instalação do Nagios

 

Após seguir os artigos anteriores de instalação do Nagios, é importante sabermos onde ele está instalado e quais pastas devemos conhecer agora para que possamos dar continuidade.

Método 01

Bom, a primeira forma de saber a localização da pasta é vendo o status do Nagios, se ele está ativo ou não. Para isso usamos “systemctl status nagios”. Irei resumir a resposta abaixo:

elder@server01:~$ sudo systemctl status  nagios 
 nagios.service - Nagios Core 4.4.5
   .......
     Docs: https://www.nagios.org/documentation
  Process: 14586 ExecStartPre=/usr/local/nagios/bin/nagios -v /usr/local/nagios/etc/nagios.cfg (code
  Process: 14587 ExecStart=/usr/local/nagios/bin/nagios -d /usr/local/nagios/etc/nagios.cfg (code=ex
........
   CGroup: /system.slice/nagios.service
           ├─14588 /usr/local/nagios/bin/nagios -d /usr/local/nagios/etc/nagios.cfg
           ├─14589 /usr/local/nagios/bin/nagios --worker /usr/local/nagios/var/rw/nagios.qh
       ........

Acima alaranjei as linhas que nos levam ao diretório onde o Nagios está. Podemos saber que a pasta é  /usr/local/nagios. Não considero a parte “bin/nagios” acima pois bin é uma subpasta, ou seja, não é a pasta principal, a pasta base do nagios.

 

Método 02

Um outro método raiz é executarmos ferramentas como locate ou find. Irei usar locate. Se executar apenas “locate nagios” receberei um monte de resultado.  Então irei filtrar com grep o arquivo de configuração nagios.cfg. nagios.cfg é um arquivo de configuração do nagios. Veremos sobre ele em outro post.

elder@server01:~$ sudo locate nagios | grep nagios.cfg
/usr/local/nagios/etc/nagios.cfg

Podemos ver que a pasta base é: /usr/local/nagios/

 

Listando o conteúdo da pasta base:

elder@server01:~$ ls /usr/local/nagios/
bin  etc  libexec  sbin  share  var

Listando Plugins do Nagios

 

Nagios já possui alguns plugins que podemos usar para iniciar nosso monitoramento. Eles ficam dentro do diretório libexec. Vamos listar o conteúdo e ver os plugins:

elder@server01:~$ ls /usr/local/nagios/libexec/
check_apt       check_ftp           check_mailq     check_ping          check_tcp
check_breeze    check_http          check_mrtg      check_pop           check_time
check_by_ssh    check_icmp          check_mrtgtraf  check_procs         check_udp
check_clamd     check_ide_smart     check_nagios    check_real          check_ups
check_cluster   check_ifoperstatus  check_nntp      check_rpc           check_uptime
check_dhcp      check_ifstatus      check_nntps     check_sensors       check_users
check_dig       check_imap          check_nt        check_simap         check_wave
check_disk      check_ircd          check_ntp       check_smtp          negate
check_disk_smb  check_jabber        check_ntp_peer  check_spop          remove_perfdata
check_dns       check_ldap          check_ntp_time  check_ssh           urlize
check_dummy     check_ldaps         check_nwstat    check_ssl_validity  utils.pm
check_file_age  check_load          check_oracle    check_ssmtp         utils.sh
check_flexlm    check_log           check_overcr    check_swap

 

Obtendo Ajuda de Como Usar Plugins no Nagios

 

Podemos obter ajuda de como usar cada plugin desse usando opção -h ou –help.

elder@server01:~$  /usr/local/nagios/libexec/check_ping -h

Faça um teste e veja a ajuda de alguns plugins.

Para usar muitos plugins devemos usar as letras -w e -c, respectivamente  valor para situações de alerta(warn) e para crítico.

Testando Alguns Plugins do Nagios

O servidor de teste onde instalei o Nagios é o server01 com ip 192.168.0.40. O vamos testar os plugins apontado para outro servidor, o server02 com ip 192.168.0.41.

 

Usando o plugin check_ping:

O comando ping requer, no mínimo 3 valores:

  • hostname ou apenas -H: o nome ou endereço ip do computador que queremos executar o ping.
  • rta: um valor para tempo em ms(milissegundos)de resposta ou rta(round trip average). Rta é o tempo médio de ida e volta, ou seja, o tempo que o ping levou para ir até o outro pc e retornar.
  • perda de pacote/packet loss ou pl: percentagem(%) de pacotes perdidos. São enviados 5 pacotes de ICMP ECHO.
elder@server01:~$  /usr/local/nagios/libexec/check_ping -H 192.168.0.41 -w 10,2%  -c 20,5%  
PING OK - Packet loss = 0%, RTA = 0.48 ms|rta=0.480000ms;10.000000;20.000000;0.000000 pl=0%;2;5;0

Acima executo check_ping no computador(-H)  192.168.0.41. Receberei um alerta(warn) se o tempo de rta for 10 ms e a perda de pacotes de 2%.  Receberei alertas como crítico se a demora do rta for de 20ms e tiver uma perda de 5% no ping.

 

Usando o plugin check_ssh

O ssh é um protocolo muito conhecido e o usamos para, explicando resumidamente, acessar outros computadores remotamente ou realizar transferência de arquivos. Tenho ele instalado no server02. Vamos ver o status.  Para isso precisamos apenas do endereço ip ou nome do servidor:

elder@server01:~$  /usr/local/nagios/libexec/check_ssh 192.168.0.41
SSH OK - OpenSSH_7.9p1 Debian-10+deb10u2 (protocol 2.0) | time=0,042138s;;;0,000000;10,000000

Vemos que está ok o ssh e posso acessar o server02 ou transferir arquivos para ele.

Agora, o plugin supõe que a porta usada do ssh no server02 seja a padrão, ou seja, a 22; mas se eu tiver trocado essa porta, por exemplo, de 22 para 8080?  Sem problemas, para isso preciso usar a opção -p de porta e falar que a porta é a 8080. Veja:

elder@server01:~$ /usr/local/nagios/libexec/check_ssh -p 8080  192.168.0.41  
SSH OK - OpenSSH_7.9p1 Debian-10+deb10u2 (protocol 2.0) | time=0,042264s;;;0,000000;10,000000

Só coloque a porta antes do endereço IP. Ok?

 

Usando o plugin check_http

Esse plugin nos possibilita monitorarmos servidores web. Vamos ver o google?

elder@server01:~$ /usr/local/nagios/libexec/check_http google.com
HTTP OK: HTTP/1.0 200 OK - 15187 bytes in 5,194 second response time |time=5,194071s;;;0,000000 size=15187B;;;0

Tenho também um servidor web, o apache, instalado em meu server02. Vamos ver:

elder@server01:~$ /usr/local/nagios/libexec/check_http 192.168.0.41
HTTP OK: HTTP/1.1 200 OK - 10975 bytes in 0,006 second response time |time=0,005887s;;;0,000000 size=10975B;;;0

 

Onde Baixar Mais Plugins?

Podemos baixar usando os links abaixo:

 

Conclusão

Aqui vimos o uso de plugins de forma avulsa, ou seja, sem adicionarmos ao Nagios para que possamos monitorar de forma persistente nossos dispositivos.

Lembrando que aqui usamos os plugins para testes em plublic services, ou seja, os serviços que todo mundo tem acesso, como o servidor do google,  o ssh e protocolos icmp com ping.  Aqui falo acesso não no sentido que conseguimos alterar, mas que conseguimos ver se está ativo ou desativado ou ainda, com lentidão.

 

Leitor voraz e um dos administradores do GNU/Linux Brasil no Whatsapp, facebook, youtube e nesse dito site: www.gnulinuxbrasil.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *