Instalando o Debian 10.7 Buster

Com o fim anunciado do CentOS Linux muitos sites começaram a listar candidatos para sua substituição. Algumas das alternativas que foram listadas: Rocky Linux, Oracle Linux, ClearOS, YunoHost, Debian, Ubuntu Server, OpenSuse.

Desses, o Rocky Linux, no momento que escrevo esse artigo, ainda não existe, estão começando a desenvolvê-lo.

Hoje iremos instalar o Debian. Irei mudar de foco e deixar de usar o CentOS desde já.

No site do debian.org, baixei a iso netinst do tipo amd64, para instalarmos:

Informações sobre o Servidor a Ser Instalado

  • Nome do servidor: server01
  • domínio: lab.local
  • ip: 192.168.0.40
  • Usuários: root, elder.
  • Interface Gráfica: Nenhuma

Obs.: o domínio lab.local iremos usar para inserir no samba. O samba será tema para um futuro próximo.

Instalando o Debian

Suponhamos que o  Debian 10.7 Buster já foi baixado e gravado dentro de um pendrive. Na bios foi configurado para que o pendrive seja inicializado como primeira opção na ordem de boot.

Bom, todas as etapas de instalação são auto-explicativas; por isso apenas deixo os prints:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alterar o IP no Debian

 

Nesse momento que concluímos a instalação nosso servidor receberá um ip automaticamente. Vamos alterar para 192.168.0.40 ou um outro número ip do seu gosto.

  1. Na telinha preta acima, digite root, tecle enter, e digite sua senha.
  2. Digite “nano /etc/network/interfaces”, tecle enter  e deixe assim:
    # This file describes the network interfaces available on your system
    # and how to activate them. For more information, see interfaces(5).
    
    source /etc/network/interfaces.d/*
    
    # The loopback network interface
    auto lo
    iface lo inet loopback
    
    # The primary network interface
    allow-hotplug enp0s3
    iface enp0s3 inet static
    address  192.168.0.40
    gateway  192.168.0.1
    
  3. Tecle “Control + o” e “Enter” para  gravar as alterações
  4. Tecle  “Control + x” para sair do editor nano.
  5. Acesse  “nano /etc/resolv.conf” e digite:
    nameserver 8.8.8.8
    nameserver 8.8.4.4
  6. Novamente tecle “Control + o”, “Enter” e “Control + x”.
  7. Execute o comando reboot para reiniciarmos o servidor Debian.

 

Conclusão

Aqui instalamos o Debian para ser nosso servidor. Essa é uma escolha pessoal após a Red Hat anunciar a descontinuação do CentOS Linux.

O Debian, instalado dessa forma, vem enxuto, bem limpo. Para se ter uma ideia, nem o comando sudo vem instalado. Por isso logamos com o usuário root ao invés de elder.

Atualização: O comando sudo não está instalado porque na etapa acima criamos uma senha para o usuário root. Se não criássemos o comando sudo seria instalado automaticamente durante instalação. Veja texto original retirado de debian.org:

“By default you are asked to provide a password for the “root” (administrator) account and information necessary to create one regular user account. If you do not specify a password for the “root” user, this account will be disabled but the sudo package will be installed later to enable administrative tasks to be carried out on the new system. By default, the first user created on the system will be allowed to use the sudocommand to become root”.

Para instalar o sudo basta executar “apt install sudo”.

Uma coisa ruim que podemos perceber é que ao alterar o ip o Debian não reconhece, mesmo se usarmos “/etc/init.d/networking” ou “systemctl restart networking”. Tivemos que reiniciar o servidor para poder reconhecer.

Atualização: Consegui aplicar as alterações de rede sem precisar reiniciar, apenas usando “ifdown enp0s3” e, em seguida, “ifup enp0s3”.

Leitor voraz e um dos administradores do GNU/Linux Brasil no Whatsapp, facebook, youtube e nesse dito site: www.gnulinuxbrasil.com.br

2 Comments to “Instalando o Debian 10.7 Buster”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *