Como Saber se a Distro Linux que Você Está Usando é 32 Bits ou 64 Bits?

Um Pouco de História

Em meados dos anos 90 os processadores usavam uma arquitetura de 32 bits, isso significa que o barramento de dados tinha a capacidade de trafegar apenas com 32  bits por vez. Como a tecnologia cresceu, a arquitetura de 64 bits está cada vez mais comum e a de 32 está sendo substituída. Uma placa mãe que suporta 64 bits trafega em seus barramentos duas vezes mais informações 🙂 que se trabalhasse com 32 bits.

 

Como Sabe se A Distro Linux que Estou Usando é 32 ou 64 Bits?

Antes é bom saber que os termos i686 ou i386 se referem a 32 Bits e o termo x86_64 se refere a 64 bits.

Então

  • i686 ou i386 = 32 bits
  • x86_64  = 64 bits

 

Sabendo disso vamos lá, use um dos seguintes comandos. O meu computador usa um sistema de 64 bits conforme exibido abaixo:

  1. Comando “uname -a”
    elder@ti:~$ uname  -a
    Linux ti 4.15.0-58-generic #64-Ubuntu SMP Tue Aug 6 11:12:41 UTC 2019 x86_64 x86_64 x86_64 GNU/Linux
  2. Comando uname -m
    elder@ti:~$ uname  -m
    x86_64
  3. Comando arch
    elder@ti:~$ arch
    x86_64
  4. Comando lscpu
    elder@ti:~$ lscpu 
    Arquitetura:                x86_64
    Modo(s) operacional da CPU: 32-bit, 64-bit
    Ordem dos bytes:            Little Endian
    CPU(s):                     4
    Lista de CPU(s) on-line:    0-3
    Thread(s) per núcleo:       1
    Núcleo(s) por soquete:      4
    Soquete(s):                 1
    Nó(s) de NUMA:              1
    ID de fornecedor:           GenuineIntel
    Família da CPU:             6
    Modelo:                     23
    Nome do modelo:             Intel(R) Core(TM)2 Quad  CPU   Q9550  @ 2.83GHz
    Step:                       7
    CPU MHz:                    2826.094
    BogoMIPS:                   5652.14
    Virtualização:              VT-x
    cache de L1d:               32K
    cache de L1i:               32K
    cache de L2:                6144K
    CPU(s) de nó0 NUMA:         0-3
    Opções:                     fpu vme de pse tsc msr pae mce cx8 apic sep mtrr pge mca cmov pat pse36 clflush dts acpi mmx fxsr sse sse2 ss ht tm pbe syscall nx lm constant_tsc arch_perfmon pebs bts rep_good nopl cpuid aperfmperf pni dtes64 monitor ds_cpl vmx smx est tm2 ssse3 cx16 xtpr pdcm sse4_1 lahf_lm pti tpr_shadow vnmi flexpriority dtherm
    

 

Conclusão

Saber a arquitetura usada é muito importante, principalmente na hora de instalar um programa onde você terá a escolha de baixar a versão 32 ou 64 bits. Além disso, se tiver mais de 3 GB de memória ram instalada é melhor usar uma distro baseada em 64 bits, pois se usar uma 32 bits a memória ram não será totalmente reconhecida, por exemplo, se tiver 8 GB de Ram em um Sistema de 32 bits será reconhecida apenas uns 3 GB..

Leitor voraz e um dos administradores do GNU/Linux Brasil no Whatsapp, facebook, youtube e nesse dito site: www.gnulinuxbrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *