Em Busca de Justiça e Reforma Racial IBM Irá Parar a Pesquisa e Desenvolvimento de Software de Reconhecimento Facil

 

A Tecnologia de reconhecimento facial é bastante usada na aplicação da lei. Mas estudos recentes, incluindo pesquisadores como Joy Buolamwini e Timnit Gebru, tem revelado um viés desproporcional que coloca como alvo pessoas de linhas e raças específicas, como também leva à violação de privacidade.

A IBM se opõe de forma rígida à Implantação da tecnologia por questão de  inconsistência nos princípios de confiança e transparência  empresaria e que isso estimula  um uso responsável e transparente de inteligência artificial(IA) e inovações transformadoras.

Segundo  o publicado no site da forbes a IBM, nessa segunda-feira(08/06/2020), disse ao congresso irá parar a pesquisa e desenvolvimento de programa para o reconhecimento facial. Segundo a IBM, essa tecnologia vai contra a liberdade e direitos humanos no que se refere a perfil racial e vigilância em massa.

Arvind Krishna escreveu em carta enviada para senadores: “Acreditamos que agora é o tempo para iniciar um diálogo nacional sobre onde e como a tecnologia  de reconhecimento facial deveria ser empregada sob Agências domésticas de Aplicação da Lei.

Segundo Krishna, a IBM esa procurando fazer um trabalho conjunto com o congresso a respeito de questões para reforma e  e meios de evitar má conduta policial.

 

Fonte: Forbes

Leitor voraz e um dos administradores do GNU/Linux Brasil no Whatsapp, facebook, youtube e nesse dito site: www.gnulinuxbrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *