Entenda o Caso de Renúncia de Richard Stallman à Presidência da FSF(Free Software Foundation)

Para quem não conhece aqui vai um breve resumo de como e onde tudo isso teve início.

Para entender é preciso citar alguns nomes:

Richard Stallman

 

Richard Stallman
Richard Stallman

 

Richard Stallman tem, nessa data em que escrevo este artigo, 66 anos, é cientista computacional na MIT e bem mais conhecido pela sua fundação/instituição, a Free Software Foundation(FSF), criada em 1983. Desenvolveu diversos programas importantes, entre eles estão o GCC e Emacs; também é o cara por trás da criação da licença GLP.

 

Jeffrey Epstein

 

Jeffrey Epstein
Jeffrey Epstein

 

Jeffrey Epstein era um milionário americano e financiador. Comecei falando que ele “era um milionário” não porque ele empobreceu, mas sim porque ele cometeu  suicídio na cela da prisão após ser preso  por organizar um esquema de acompanhantes sexual que incluía até menores de idade.

 

Marvin Lee Minsky

 

Marvin Lee Minsky
Marvin Lee Minsky

 

Marvin Lee Minsky era um cientista computacional em MIT. Foi o fundador do Laboratório de inteligência artifical em MIT. Morreu aos 88 anos em 2016.

 

Onde Richard Stallman Entra na  História

 

Após a morte de marvin Lee Minsky em 2016, uma das menores de idade citou Marvin Lee Minsky como uma das pessoas a quem ela foi “direcionada a ter sexo” na ilha de propriedade privada de Epstein.

Tudo começou quando Stallman enviou um  email, não muito feliz 🙂 , para o CSAIL(Computer Science and Artificial Intelligence Laboratory) do MIT.

A tradução para CSAIL é mais ou menos isso: Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial.

Segue cópia da carta original em inglês:

The announcement of the Friday event does an injustice to Marvin Minsky:

“deceased AI ‘pioneer’ Marvin Minsky (who is accused of assaulting
one of Epstein’s victims [2])”

The injustice is in the word “assaulting”. The term “sexual assault” is so vague and slippery that it facilitates accusation inflation: taking claims that someone did X and leading people to think of it as Y, which is much worse than X.

The accusation quoted is a clear example of inflation. The reference reports the claim that Minsky had sex with one of Epstein’s harem. (See https://www.theverge.com/2019/8/9/20798900/marvin-minsky-jeffrey-epstein-sex-trafficking-island-court-records-unsealed.)
Let’s presume that was true (I see no reason to disbelieve it).

The word “assaulting” presumes that he applied force or violence, in some unspecified way, but the article itself says no such thing.
Only that they had sex.

We can imagine many scenarios, but the most plausible scenario is that she presented herself to him as entirely willing. Assuming she was being coerced by Epstein, he would have had every reason to tell her to conceal that from most of his associates.

I’ve concluded from various examples of accusation inflation that it is absolutely wrong to use the term “sexual assault” in an accusation. 

Whatever conduct you want to criticize, you should describe it with a specific term that avoids moral vagueness about the nature of the criticism.

Segue tradução via google translator (Para facilitar nossa vida ou, a depender da falta de eficiência do tradutor, dificultá-la)

O anúncio do evento de sexta-feira faz uma injustiça a Marvin Minsky:

“Falecido pioneiro da IA” Marvin Minsky (que é acusado de agredir
uma das vítimas de Epstein [2]) “

A injustiça está na palavra “agredir”. O termo “agressão sexual” é tão vago e escorregadio que facilita a inflação de acusações: alegando que alguém fez X e levando as pessoas a pensarem nele como Y, que é muito pior que X.

A acusação citada é um exemplo claro de inflação. A referência relata a alegação de que Minsky fez sexo com um dos haréns de Epstein. (Consulte https://www.theverge.com/2019/8/9/20798900/marvin-minsky-jeffrey-epstein-sex-trafficking-island-court-records-unsealed.)
Vamos supor que isso seja verdade (não vejo razão para não acreditar nisso).

A palavra “agressão” pressupõe que ele aplicou força ou violência, de alguma maneira não especificada, mas o próprio artigo não diz isso.
Só que eles fizeram sexo.

Podemos imaginar muitos cenários, mas o cenário mais plausível é que ela se apresentou a ele como inteiramente disposto. Supondo que ela estivesse sendo coagida por Epstein, ele teria todos os motivos para dizer a ela para esconder isso da maioria de seus associados.

Concluí a partir de vários exemplos de inflação de acusações que é absolutamente errado usar o termo “agressão sexual” em uma acusação.

Qualquer que seja a conduta que você queira criticar, descreva-a com um termo específico que evite imprecisão moral sobre a natureza da crítica.

 

O Protesto que Forçou a Saída de Stallman da Presidência da FSF

Epstein não era muito bem vindo nos Estados Unidos da América e, por consequência, essa declaração de Richard Stallman também não seria nada bem vinda.

Salem é uma estudante de robótica que recebeu esse email e começou uma campanha para a expulsão de Stallman da presidência.  Salem foi apoiada por ativistas que lutavam contra o preconceito de gênero e meritocracia na indústria de sofware. E foi aí que tudo começou.

 

 

 

Leitor voraz e um dos administradores do GNU/Linux Brasil no Whatsapp, facebook, youtube e nesse dito site: www.gnulinuxbrasil.com.br

One thought on “Entenda o Caso de Renúncia de Richard Stallman à Presidência da FSF(Free Software Foundation)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *