Linha de Comando em Linux: tree

Definição do Comando tree

 

Tree em inglês quer dizer árvore.

O comando tree exibe o conteúdo de pastas em formato de árvore, ou seja, exibe pastas e suas ramificações.

[elder@centos65 ~]$ tree -d /labDRBD/
/labDRBD/
├── dirTestes
│   └── minhaPasta
├── labDir
├── meusDocumentos
└── pasta

tree usa indentação para deixar a exibição estilosa. Indentação são os espaços em branco. Abaixo realcei em amarelo a indentação(Espaços)

 

Instalando tree

Centos:

[elder@centos65 ~]$ sudo yum install tree

Ubuntu:

elder@ubuntu:~$ sudo apt-get install tree -y

 

Lista de Opções do Comando tree

  • -a = Exibe todos os Arquivos da Pasta
  • -d =  Lista apenas diretórios
  • -f = Exibe o caminho completo
  • -i = Retira a indentação
  • -p = Exibe as permissões do arquivo
  • -u = Exibe o proprietário/dono da pasta/arquivo
  • -g = Exibe o grupo proprietário/dono da pasta/arquivo
  • -h = Exibe o tamanho de forma entendível 🙂 para nós meros mortais
  • -D Exibe data da última modificação
  • -F = Exibe o tipo do item
        • / para pastas
        • * para arquivos executáveis/programas
        • = para Arquivos Sockets???
  • -t = Ordena a exibição por data de modificação
  • -C = Habilita coloração. Se gosta de cores então habilita essa opção para a exibição ficar mais bonitinha do que já é.
  • -H = Converte a exibição para formato html. Essa opção é fantástica, possibilita a exibição via navegador web.
  • -T meuTituloAqui =  Substitui o titúlo do arquivo gerado em HTML por meuTituloAqui.
  • -o tree_exemplos.txt = Grava o resultado em um arquivo, caso do exmplo irá gravar em tree_exemplos.txt
  • –noreport = Desabilita o total de arquivos e pastas que aparece ao final da exibição.
  • –nolinks = Desabilita os links da página web gerada pela opção -H
  • dirsfirst = Coloca as pastas na parte superior da exibição

 

 

Pasta a ser Trabalhada

Trabalharei na pasta /labDRBD

drwxrwxrwx 6 elder elder 4096 Set 17 10:34 /labDRBD/

 

Praticando

 

  1. Usando opção -d para visualizar apenas as subpastas de /labDRBD
    [elder@centos65 ~]$ tree -d /labDRBD/
    /labDRBD/
    ├── dirTestes
    │   └── minhaPasta
    ├── labDir
    ├── meusDocumentos
    └── pasta
  2.  Exibindo Pastas e Arquivos
    [elder@centos65 ~]$ tree  /labDRBD/
    /labDRBD/
    ├── aposTeste01.txt
    ├── aposTeste02.txt
    ├── aposTeste.txt
    ├── centos65
    ├── centos65_a
    ├── centos65_b
    ├── dirTestes
    │   ├── dirLab.txt
    │   ├── dirTeste.txt
    │   ├── doc.txt
    │   ├── link
    │   └── minhaPasta
    │       ├── Arquivos.txt
    │       └── Lista_de_Nomes.txt
    ├── labDir
    ├── meusDocumentos
    ├── pasta
    ├── teste01.txt
    ├── teste02.txt
    ├── teste03.txt
    └── texte.txt
    
    5 directories, 16 files
    
  3. tree com caminho(-f) completo
    [elder@centos65 ~]$ tree -f  /labDRBD/
    /labDRBD
    ├── /labDRBD/aposTeste01.txt
    ├── /labDRBD/aposTeste02.txt
    ├── /labDRBD/aposTeste.txt
    ├── /labDRBD/centos65
    ├── /labDRBD/centos65_a
    ├── /labDRBD/centos65_b
    ├── /labDRBD/dirTestes
    │   ├── /labDRBD/dirTestes/dirLab.txt
    │   ├── /labDRBD/dirTestes/dirTeste.txt
    │   ├── /labDRBD/dirTestes/doc.txt
    │   ├── /labDRBD/dirTestes/link
    │   └── /labDRBD/dirTestes/minhaPasta
    │       ├── /labDRBD/dirTestes/minhaPasta/Arquivos.txt
    │       └── /labDRBD/dirTestes/minhaPasta/Lista_de_Nomes.txt
    ├── /labDRBD/labDir
    ├── /labDRBD/meusDocumentos
    ├── /labDRBD/pasta
    ├── /labDRBD/teste01.txt
    ├── /labDRBD/teste02.txt
    ├── /labDRBD/teste03.txt
    └── /labDRBD/texte.txt
    
  4. tree com permissões(-p), proprietário(-u)  e cores(-C)
    [elder@centos65 ~]$ tree -puC  /labDRBD/
    /labDRBD/
    ├── [-rwxrwxrwx elder   ]  aposTeste01.txt
    ├── [-rw-rw-r-- elder   ]  aposTeste02.txt
    ├── [-rw-rw-r-- elder   ]  aposTeste.txt
    ├── [-rw-rw-r-- elder   ]  centos65
    ├── [-rw-rw-r-- elder   ]  centos65_a
    ├── [-rw-rw-r-- elder   ]  centos65_b
    ├── [drwxrwxr-x root    ]  dirTestes
    │   ├── [-rw-r--r-- root    ]  dirLab.txt
    │   ├── [-rwxrwxrwx root    ]  dirTeste.txt
    │   ├── [-rwxrwxrwx root    ]  doc.txt
    │   ├── [-rw-rw-r-- elder   ]  link
    │   └── [drwxr-xr-x root    ]  minhaPasta
    │       ├── [-rw-r--r-- root    ]  Arquivos.txt
    │       └── [-rw-r--r-- root    ]  Lista_de_Nomes.txt
    ├── [drwxrwxr-x elder   ]  labDir
    ├── [drwxrwxr-x elder   ]  meusDocumentos
    ├── [drwxrwxr-x elder   ]  pasta
    ├── [-rw-rw-r-- elder   ]  teste01.txt
    ├── [-rw-rw-r-- elder   ]  teste02.txt
    ├── [-rw-rw-r-- elder   ]  teste03.txt
    └── [-rw-rw-r-- elder   ]  texte.txt
    
    5 directories, 16 files
    
  5. tree com proprietário(-p), grupo(-u), tamanho(-h),organizado pelos modificados recentementes(-t) e cores(-C)
    [elder@centos65 ~]$ tree -puhtC  /labDRBD/
    /labDRBD/
    ├── [drwxrwxr-x root     4.0K]  dirTestes
    │   ├── [drwxr-xr-x root     4.0K]  minhaPasta
    │   │   ├── [-rw-r--r-- root        0]  Lista_de_Nomes.txt
    │   │   └── [-rw-r--r-- root        0]  Arquivos.txt
    │   ├── [-rwxrwxrwx root        0]  dirTeste.txt
    │   ├── [-rw-r--r-- root        0]  dirLab.txt
    │   ├── [-rwxrwxrwx root        0]  doc.txt
    │   └── [-rw-rw-r-- elder       0]  link
    ├── [drwxrwxr-x elder    4.0K]  meusDocumentos
    ├── [drwxrwxr-x elder    4.0K]  pasta
    ├── [drwxrwxr-x elder    4.0K]  labDir
    ├── [-rw-rw-r-- elder       0]  centos65_b
    ├── [-rw-rw-r-- elder       0]  centos65_a
    ├── [-rw-rw-r-- elder       0]  centos65
    ├── [-rw-rw-r-- elder       0]  aposTeste02.txt
    ├── [-rwxrwxrwx elder       0]  aposTeste01.txt
    ├── [-rw-rw-r-- elder       0]  aposTeste.txt
    ├── [-rw-rw-r-- elder       0]  teste03.txt
    ├── [-rw-rw-r-- elder       0]  teste02.txt
    ├── [-rw-rw-r-- elder       0]  teste01.txt
    └── [-rw-rw-r-- elder       0]  texte.txt
  6. Salvando a listagem em arquivo html. Além das opções acima, usarei -H para que o resultado seja gerado com as tags html e -o para salvar para arquivo.  Preste atenção no  “-o /home/elder/Labs/tree.html” , significa que a listagem de /labDRBD irá ser salva em tree.html que está dentro de /home/elder/Labs/.
    Obs.:  poderia substituir “/home/elder” por  “~/”.

    [elder@centos65 ~]$ tree -puhtCH  /labDRBD/  -o /home/elder/Labs/tree.html

    Arquivo gerado

    Abrindo o arquivo no navegador

  7.  O resultado acima ficou com muita informação, poluída. Refazemos com menos opções
    [elder@centos65 ~]$ tree -CH  /labDRBD/  -o /home/elder/Labs/tree02.html

    Abrindo o arquivo tree02.html

    Agora sim! 🙂

Siga-nos em nossas redes:

Link Facebook: https://www.facebook.com/gnulinuxbr

Link WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/G9xS3Ylzoou3TrN49DQso4

Link Telegram: https://t.me/gnulinux_brasil

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCwyFWDqE0v7SwpZenjmzxYQ

 

Leitor voraz e um dos administradores do GNU/Linux Brasil no Whatsapp, facebook, youtube e nesse dito site: www.gnulinuxbrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *