SSH 002: O que Posso Fazer com SSH?

Geralmente, e não sei se erroneamente, é utilizado o termo ssh para se referir tanto ao protocolo quanto aos programas/produtos  que utilizam o protocolo.

Para melhor diferenciar, o modo correto de mencionar o protocolo é por meio dos termos SSH-1 e SSH-2. SSH-1 para o protocolo antigo, porém não recomendado e SSH-2 para a versão mais atual. Aqui usarei o termo SSH para referir ao protocolo SSH-2, já que por ser mais velho e inseguro ignoraremos o SSH-1.

SSH é um poderoso protocolo em diversos aspectos. Aqui falamos de ssh para o mundo linux priorizando o uso de comandos. Alguns produtos que utilizam ssh podem nos oferecer o acesso de um computador à outro que esteja distante(acesso remoto) utilizando janelas(ambiente gráfico)  🙂 porém, pessoalmente, sempre enfatizo o uso de comandos no shell, visto ser essa a parte que mais gosto!

Produtos que Utilizam SSH

Existem vários programas que fazem uso do protocolo SSH, como por exemplo, putty, openssh, tectia. Iremos utilizar o openssh.

O que que Posso Fazer com SSH?

 

Podemos,

  • Acessar um outro computador
  • Enviar ou Receber arquivo
  • Enviar Comandos

a imagem a seguir é uma boa alusão ao SSH:

 

Acesso Remoto Seguro

Com ssh podemos acessar outra máquina de forma bastante segura, pois, como mencionado anteriormente, ssh nos propicia:

  • Autenticação: Garantia de que um usuário é autêntico, não se trata de um usuário não autorizado.
  • Encriptação: O texto, informação, que trafega/viaja, de um computador à outro é  criptografado(embaralhado) de forma que se algum intruso obter acesso à essa informação ao tentar lê-la não conseguirá, verá apenas um monte de caracteres sem sentido.
  • Integridade: A informação que sai de um computador para outro chegará sem modificação.O mesmo texto que sai é o que chega ao destinatário. um intruso não consegue realizar alteração durante o percusso.

Para acessar uma outra máquina basta usar o comando “ssh + nome do usuário + @ + endereço ip ou nome da máquina”; Exemplo:

ssh elder@192.168.0.40 

Acima, irei acessar o computador com ip 192.168.0.40 com o usuário elder. O caracter @ serve apenas para separar usuário do nome da máquina.

Também poderíamos usar a letra éle(-l) de login para definirmos o nome de usuário:

ssh 192.168.0.40 -l elder

Ou ainda acrescentarmos -p de porta caso a porta seja uma diferente da 22 que é a padrão. Supomos que nas configurações do ssh mudei a porta de acesso de 22 para 8444, nesse caso uso para logar:

ssh 192.168.0.40 -l elder -p 8444

Transferência de Arquivos de Forma Segura

Os itens acima, autenticação, encriptação e integridade estão totalmente relacionados à segurança aqui citada.

Para copiarmos  arquivos de um computador para outro utilizamos o comando scp que faz parte do openssh.

Se dentro da pasta que estou acessado contiver o arquivo documento.txt e desejo copiar esse arquivo para o usuário lucas que está no computador com ip 192.168.0.40 fazemos,

scp  ./documento.txt    lucas@192.168.0.40:

acima, o

./”  = representa a pasta acessada atualmente;
:”  = esses dois pontos no final do ip(192.168.0.40: ) do computador de Lucas representa a pasta home dele.

Esses dois pontos é usado apenas no envio de arquivos 🙂

Envio de Comandos com SSH

Com SSH podemos enviar comandos para serem executados em um outro computador. Exemplo:

Listar o conteúdo do diretório home de lucas

ssh lucas@192.168.0.40 ls
lucas@192.168.0.40’s password:
documento.txt

sabermos a data do computador remoto

ssh lucas@192.168.0.40 date
lucas@192.168.0.40’s password:
Sex Mai 17 15:48:42 -03 2019

 

Observe que não é preciso inserir os dois pontos( : ) ao final do ip. Dois pontos apenas ao usar a ferramenta scp.

 

Conclusão

Com openssh podemos trabalhar em cima do protocolo SSH fazer envio de arquivos(scp), acessarmos um outro computador ou enviarmos algum comando(ssh). Além disso, podemos configurar e executar diversas outros operações. Como por exemplo, trabalharmos com chaves, agentes, direcionamento de portas(Port Forwarding) e control de acesso.

Próximos posts iremos para a prática.

 

Siga-nos em nossas redes:

Link Facebook: https://www.facebook.com/gnulinuxbr

Link WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/FXGpqafUWW2FgEa25NtT4l

Link Telegram: https://t.me/gnulinux_brasil

G+: https://plus.google.com/communities/112884163231229355409

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCwyFWDqE0v7SwpZenjmzxYQ

Leitor voraz e um dos administradores do GNU/Linux Brasil no Whatsapp, facebook, youtube e nesse dito site: www.gnulinuxbrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *