6 Distribuições “Não-Ubuntu” para iniciantes

Qual é a melhor distribuição Linux para novatos?

 

O termo “melhor distribuição”, pode ser divergente, pois cada usuário relata sua experiência de uma forma.

O que pode ser mais fácil para um, pode não ser para o outro e vice-versa. Por este motivo a lista abrange um número maior de opções para sentir-se mais a vontade em sua escolha, ou até mesmo nenhuma dessas.  A ideia é apenas facilitar.

Como quase “padrão”, a primeira distro a ser pensada é o Ubuntu ou Linux Mint. Por conta da ampla divulgação, mas será que temos somente essas opções? Quando se trata de Linux a resposta é sempre: NÃO! Pois há uma infinidade de distros disponíveis para download.

Então vamos explorar essa lista de distros que não são baseadas em Ubuntu, porém atentem aos usuários iniciantes da mesma forma!

Distribuições “Não-Ubuntu” para iniciantes

Alguns critérios considero devem ser seguidos para definir uma distribuição Linux para iniciantes, que são:

  • Facilidade de Instalação;
  • Compatibilidade de Hardware;
  • Ser pronto para o uso;
  • Softwares úteis instalados por padrão;
  • Suporte comunitário disponível e ativo.

Dados os recados, vamos as distribuições! (a ordem não importa):

1. Antergos

Antergos não é uma distribuição nova, apesar de seu lançamento ter ocorrido em 2013. Anteriormente era conhecida como Cinnarch, na qual era proveniente de uma combinação do Arch plus Cinnamon desktop.

Baseada em Arch Linux, o Antergos possui um instalador próprio de fácil utilização (embora ainda esteja em versão beta), o que torna o trabalho de instalação ainda mais fácil. Ele possui 6 flavours (pt-br. Sabores) de desktop que você pode escolher no momento da instalação. Seu ambiente padrão é o GNOME na versão Live.

Recentemente, o Antergos passou a utilizar o tema do Numix, o que melhora ainda mais a aparência. O tornando pronto para o uso com aplicações o suficiente para mantê-lo em funcionamento.

Muito foi pensado sobre a marca do sistema operacional também, no qual é bastante visível em seu site e no fórum oficial a boa aparência demonstrada. A comunidade precisa crescer mais para oferecer mais suporte. Não há muitos tutoriais disponíveis especificamente para Antergos, esqueça de blogs focados especificamente em Antergos.

Por razões de simplicidade de uso e foco no gerenciamento de marca, eu o chamo de “Ubuntu do mundo Arch Linux”. E, de fato, tem o mérito de se tornar uma boa alternativa ao Ubuntu para usuários iniciantes e experientes.

Saiba mais em: https://antergos.com/

2. Fedora

O Fedora tem a fama de ser um verdadeiro concorrente do Ubuntu no mundo de desktop Linux. Como o Ubuntu é apoiado pela Canonical, o Fedora é patrocinado pelo fornecedor comercial Linux Red Hat . Semelhante ao Ubuntu, existem várias distribuições Linux baseadas no Fedora.

O Fedora também fornece seu próprio instalador e muitos aplicativos instalados por padrão. Ele também possui seu próprio gerenciador de pacotes em modo gráfico para iniciantes, possibilitando a fácil instalação de softwares.

De acordo com DistroWatch, o Fedora é a terceira distribuição Linux mais popular.

Saiba mais em: https://getfedora.org/pt_BR/

3ª Kokora

A distribuição Korora teve seu start há dez anos atrás com o desejo de se “tornar o Linux mais fácil para os novos usuários, enquanto ainda é útil para especialistas”. Inicialmente baseado no Gentoo , em 2010, a Korora foi re-lançada como um “Fedora Remix”.

Além dos repositórios Fedora por padrão, ele também contém vários pacotes, codecs de mídia e softwares proprietários que ajudam na pronta execução após a instalação.

Saiba mais em: https://kororaproject.org/

4. Manjaro Linux

Enquanto estamos falando do Arch Linux, temos outra distribuição Linux baseada em Arch vive conquistando novos fãs. É focado em usuários iniciantes e vem nos ambientes de desktop: KDE, XFCE e Net. Outros sabores como GNOME, LXDE, Mate etc. também estão disponíveis na comunidade.

O Manjaro também fornece seu próprio instalador para a fácil instalação. A instalação padrão possui a maior parte do softwares já instalados. Para outros softwares, ele também possui um gerenciador de software baseado em GUI (Interface Gráfica).

A coisa mais interessante sobre o Manjaro Linux é que ainda estamos para ver o primeiro lançamento da versão estável do sistema, mas já tem um seguimento a cumprir que é o objetivo de tornar o Arch Linux utilizável para novatos. O objetivo é evidente a partir do slogan “aproveite a simplicidade”.

Saiba mais em: https://manjaro.org/

5. openSUSE

O openSUSE é a distribuição de Linux de base aberta baseada em comunidade, apoiada pelo provedor comercial de Linux SUSE.

Com o seu próprio instalador, o openSUSE fornece a opção de escolher ambientes de desktop entre o KDE, o GNOME, o XFCE e o LXDE. O openSUSE vem com uma série de aplicativos instalados por padrão e é compatível com hardwares da maioria dos fabricantes.

Ele também possui uma enorme comunidade que oferece suporte, tutoriais e documentações.

Embora possa não ser o Linux ideal para principiantes utilizarem, definitivamente vale a pena tentar se você possuir uma pequena experiência de desktop Linux.

Atualmente, existem 2 versões do sistema, no qual resumidamente podemos dizer:

  1. openSUSE Leap: Distribuição estável, buscando estabilidade entre o SUSE Server e as atualizações recentes da Tumbleweed.
  2. openSUSE Tumbleweed: Distribuído com as atualizações mais recentes e com testes de novos pacotes disponíveis.

Saiba mais em: https://pt.opensuse.org/Bem-vindo_ao_openSUSE.org

6. PCLinuxOS

O PCLinuxOS foi a escolha mais popular entre iniciantes do Linux na década anterior. Não me interpretem mal, ainda é popular, mas não é o mesmo. Os novos usuários do Linux tendem a ir mais para Ubuntu ou Linux Mint do que PCLinuxOS.

O PCLinuxOS foi inicialmente baseado no Mandriva Linux, mas ao longo do tempo ele evoluiu por conta própria e não se baseia mais na distro Mandriva.

Ele vem em diferentes padrões de desktop, sendo o KDE o padrão. Ele também possui uma grande quantidade de aplicativos e jogos instalados por padrão. O Synaptic é o único gerenciador gráfico de pacotes para instalar um novo software.

Saiba mais em: http://www.pclinuxos.com/

Considerações finais

Neste artigo, quando me referi a “Não-Ubuntu”, o foco principal foram distros que não utilizam pacotes .deb

Atualmente existem outras distros promissoras para iniciantes como exemplo o Linux Deepin, baseada em .deb que possuem uma excelente proposta para novos usuários. Mas fugiria do tema principal ao abordar o assunto de distros “Não-Ubuntu”.

Agora queremos saber de você!  Gostou dessa lista de distribuições Linux alternativas do Ubuntu para iniciantes? Qual das opções acima você acha que poderia ser um potencial concorrente do Ubuntu (ou Debian)?

 

Siga-nos em nossas redes:

Link Facebook: https://www.facebook.com/gnulinuxbr

Idealizador do projeto GNU/Linux-Brasil. Colaboro juntamente com outros administradores nos grupos de mensagens (WhatsApp e Telegram) e nesta página que não para de crescer! Fanático pelo Linux desde 2007. Sempre conhecendo novas funcionalidades do sistema e compartilhando experiências com outros usuários através de artigos por aqui postados.

One thought on “6 Distribuições “Não-Ubuntu” para iniciantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *